• Respeite o limite de 10 km/h no estacionamento!
  • Não deixe seu animal de estimação solto nas áreas comuns!
  • Ao viajar, feche o registro hidráulico e de GLP. Evite problemas e acidentes!
  • Não coloque o seu lixo fora da lixeira e nem deixe-o sem saco plástico!
Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
  • Defesa de Temer pede prorrogação de inquérito para ouvir ex-ministro dos Transportes

    O presidente Michel Temer condena o ataque ao candidato Jair Bolsonaro, do PSL Walterson Rosa/Framephoto/Estadão Conteúdo Os advogados do presidente Michel Temer encaminharam documento ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo nova prorrogação do prazo do inquérito dos portos para ouvir o depoimento do ex-ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil Maurício Quintella, que chefiava a pasta na época dos fatos apurados. A investigação tenta descobrir se um decreto editado por Temer tinha por objetivo beneficiar empresas que atuam no porto de Santos (SP). O ministro Luís Roberto Barroso prorrogou o prazo do inquérito por 15 dias com o objetivo de colher o depoimento de duas pessoas: Luiz Otávio Oliveira Campos, atual titular da Secretaria Nacional dos Portos, e Maurício Quintella, ex-ministro dos Transportes. O prazo autorizado por Barroso ainda não terminou. Segundo os advogados de Temer, termina nesta terça (25), já que começou a contar a partir do dia 10 de setembro, quando a Polícia Federal fez o pedido de prorrogação. Até o momento, contudo, somente Luiz Otávio Oliveira prestou depoimento no inquérito. Maurício Quintella ainda não foi ouvido por razões pessoais, segundo afirma a defesa de Temer. Para os advogados, o depoimento do ex-ministro deve constar do processo. “Parece indispensável a oitiva do ex-ministro deputado Maurício Quintella Lessa sob pena de os fatos não chegarem à superior apreciação dessa [do ministro relator] na forma mais próxima da realidade”, afirma a defesa. “A proposta do ato normativo que resultou na edição do decreto objeto de a puração no presente inquérito foi submetida ao presidente da República seguindo as orientações inseridas pelo ministério competente para elaborar os estudos de mérito, sendo encaminhadas à Casa Civil por meio de exposição de motivos subscrita pelo então ministro Maurício Quintela”, apontou a defesa. Na conclusão do documento, os advogados ainda pedem o arquivamento do inquérito após as providências autorizadas por Barroso. Editoria de Arte / G1
  • Táxi pega fogo na Avenida do Contorno, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte

    Dono do carro disse que notou a fumaça saindo pelo capô e só deu tempo de sair correndo com a passageira. Táxi pega foto na Avenida do Contorno, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte Um táxi pegou fogo no fim da manhã desta segunda-feira (24) na Avenida do Contorno, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, uma das mais movimentadas da capital mineira. As chamas tomaram conta do veículo, na altura do bairro Anchieta. O dono do carro disse que notou a fumaça saindo pelo capô e só deu tempo de sair correndo com a passageira. O carro é de 2017 e, segundo o taxista, não apresentava nenhum sinal de problema. O veículo estava abastecimento a gás natural. Os bombeiros conseguiram apagar as chamas. Todas as faixas no sentido Mangabeiras ficaram fechadas para o trânsito. Táxi incendiado na Avenida do Contorno, no bairro Funcionários, em Belo Horizonte Juliana Perdigão/TV Globo Pista da Av. do Contorno foi fechada para combate a incêndio em táxi nesta segunda-feira (24) Juliana Perdigão/TV Globo
  • VÍDEOS: JMTV 1ª edição de segunda-feira, 24 de setembro

    Veja todas as reportagens que foram ao ar nesta edição. Veja todas as reportagens que foram ao ar nesta edição.