Calendário de Eventos

Flat View
By Year
Vista mensal
By Month
Weekly View
By Week
Daily View
Today
Search
Pesquisar

Vista semanal

Abril 09, 2018 - Abril 15, 2018
  < Semana Anterior Abril 09, 2018 - Abril 15, 2018 Semana Seguinte >
Abril 14
Abril 15
Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
  • Trio é preso suspeito de oferecer produtos furtados em site de vendas em Rio Preto

    Segundo a polícia, uma vítima que teve a casa furtada encontrou alguns de seus pertences sendo vendidos na internet. A vítima fez a denúncia e a polícia realizou a abordagem de um casal que estava com um sax avaliado em R$ 4 mil. Outro homem também foi preso. Produtos furtados eram vendidos na internet em Rio Preto (SP) Polícia Militar/Divulgação Três pessoas foram presas em flagrante por receptação em São José do Rio Preto (SP) na noite de sexta-feira (14). Segundo a polícia, uma vítima que teve a casa furtada encontrou alguns de seus pertences sendo vendidos em um site pela internet. A vítima fez a denúncia e no horário e local marcado para entrega do produto, a polícia realizou a abordagem de um casal que estava com um sax avaliado em R$ 4 mil. Próximo do casal, outro suspeito foi visto e tentou fugir pra uma residência. Os policiais encontraram na casa um notebook, que tinha sido furtado. O casal confessou que teriam mais produtos na casa em que moram no bairro Alvorada. No local foram recuperados mais pertences e duas vítimas reconheceram seus objetos e os outros ficaram apreendidos. Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba
  • Ortalis remota é considerado o mais raro dos aracuãs

    Extremamente ameaçada de extinção, ave ainda não tem nome popular e é pouco conhecida pela ciência. Espécie diferente do aracuã-pintado pela plumagem Carlos Gussoni/Arquivo Pessoal Que o Brasil é o país das aves, muita gente sabe, não é à toa que observadores até de fora do país gostam de percorrer o território brasileiro para encontrar espécies raras e que só existem aqui. São mais de 1.919 espécies que se distribuem em todo o país e a tendência deste número é aumentar a cada ano. Em 2017, por exemplo, uma ave passou a ser considerada “nova integrante” do catálogo da avifauna brasileira. É o aracuã (Ortalis remota). Essa ave chegou a ficar esquecida pela ciência por mais de 30 anos e até então era considerada uma subespécie do aracuã-pintado (Ortalis guttata) que ocorre na floresta Amazônica. A partir de análises e pesquisas feitas por ornitólogos, foi constatado que a espécie encontrada no norte de São Paulo não seria apenas uma subespécie, mas uma ave rara, exclusiva e restrita da região noroeste de São Paulo. Ave deixou de ser considerada uma subespécie devido à diferenças Carlos Gussoni/Arquivo Pessoal “Geralmente são consideradas subespécies as populações de animais que embora possam diferenciar em alguns detalhes, como tamanho e coloração, são muito parecidas e muitas vezes ocorrem em regiões distintas.”, afirma o ornitólogo Luciano Lima. A mudança de “status” dessa ave se deve à uma nova avaliação sobre as subespécies. “Muitas subespécies de aves brasileiras foram descritas há mais de 100 anos e recentemente os ornitólogos as estudam com técnicas mais avançadas, incluindo análises genéticas e do canto, por exemplo. Os resultados de muitos desses estudos tem apontado que as diferenças entre muitas subespécies são muito grandes, o que faz com que acabem sendo "elevadas" ao título de espécie”, acrescenta. Por tratar-se de um estudo recente, o aracuã (Ortalis remota) ainda não tem um nome popular “oficial”, mas a sugestão é de “guarda-faca”, pois é assim que a ave é conhecida na região de Nova Granada (SP). O que motivou o nome foi o canto da ave, que apesar de ser semelhante ao do aracuã-pintado, apresenta particularidades. Espécie está extremamente ameaçada de extinção José Fer Como essa nova espécie já está extremamente ameaçada de extinção, os ornitólogos não realizaram as análises genéticas da ave. Toda a pesquisa foi feita a partir de análises da plumagem e também da distribuição. Além disso, as fotos divulgadas por observadores, no portal WikiAves também foram de extrema importância para coleta de informações dos bichos. Com esse novo integrante para a família Gracidae, agora existem no Brasil sete tipos de aracuãs, são eles: aracuã (Ortalis remota), aracuã-pintado (Ortalis guttata), aracuã-do-pantanal (Ortalis canicollis), aracuã-de-barriga-branca (Ortalis araucuan), aracuã-escamoso (Ortalis squamata), aracuã-de-sobrancelhas (Ortalis superciliaris) e aracuã-pequeno (Ortalis motmot). Aracuã ficou desconhecido por mais de 30 anos pela ciência Terra da Gente Sobre a espécie: Aracuã (Ortalis remota) Espécie pode medir até 53 centímetros e pesar cerca de 620 gramas. Possui as penas marrons com escalas mal definidas na região do peito. A coloração da coroa e do pescoço é castanha-avermelhado, enquanto no aracuã-pintado é mais esbranquiçado e salpicado. A dieta da ave consiste em frutos, folhas e insetos. Costuma viver aos pares ou até em pequenos bandos em mata ciliar, perto de nascentes, na beira d’água. Relatos indicam que a espécie é restrita à florestas remanescentes da vegetação secundária e borda de galeria de florestas das bacias dos rios Grande, Paraná e Tietê no sudeste do Brasil. A principal ameaçada para o animal é a perda de habitat por construção de barragens, expansão de pastagens, gado e avanço de plantações de monoculturas. A concentração de indivíduos na Bacia do rio Turvo se dá principalmente por ser um dos poucos rios da bacia do alto Paraná que não foi transformado por barragens. Parentesco Com certeza ao observar registros do aracuã, você pode pensar que se trata de um jacuaçu. Saiba que é comum confundir as espécies. O motivo também não é para menos, os jacus, as jacutingas, os aracuãs e os mutuns pertencem à mesma família, a Gracidae. A principal diferença entre eles está, portanto nos tons da plumagem, tamanho e área de ocorrência. Aracuã é parente do jacuaçu, jacutinga e mutum-de-penacho Terra da Gente
  • Estranhos na mesma cidade
    A criatividade da jornalista Clara Favilla pelo Brasil e o mundo Ironweed é nome de flor baldia, típica de pradarias americanas. A palavra weed sozinha serve em botânica para se denominar em geral ervas daninhas ou inúteis. Como se sabe flores que nascem sem ser semeadas são as mais resistentes, daí o iron (ferro) se juntou a weed para designar este tipo de flor roxa que dá em cachos. É assim que dou asas à fantasia gerada do concreto que me dão as palavras.  Weed é palavra rica de significados, todos ligados a sua cor e característica de baldia, de em vão: pessoa ou animal magro ou de aparência magricela; coisa prejudicial; cigarro de maconha, baseado; além de luto. Quem leu Ironweed de William kennedy ou mesmo só tenha assistido o filme de Babenco (1987) sabe que o título é perfeito. Um casal de vagabundos envoltos na miséria do ambiente, de seus fracassos e tragédias pessoais. Ele, em contínuo diálogo com mortos ou quase mortos. O personagem vivido na tela por Jack Nicholson abandona a família. Depois de 22 anos a reencontra numa visita em que é perdoado, segue em frente e pode ser que retorne depois de se ver sozinho  - o amigo e a companheira  (Meryl Streep) de nove anos morrem -  e ter certeza de que conta com o amor da família. No Brasil, o filme foi lançado com o nome original Ironweed (viva!). Em Portugal, com o nome de Estranhos na mesma cidade. Quem o rebatizou deve ter achado muito relevante o fato dos personagens terem vivido na mesma cidade sem se esbarrar por 22 anos.  Um título em português claro, claro demais da conta.  Diz a lenda, que o diretor Hector Babenco comeu o pão que o diabo amassou nas mãos de Jack Nicholson, que acabou sendo, pelo filme, indicado ao Oscar de melhor ator.  Peço desculpas aos leitores por comentar aqui, neste espaço, um filme antigo. Mas só consigo escrever sobre livros e filmes quando envelhecem e posso viajar até eles. Aos mais jovens, recomendo que leiam o livro e/ou vejam o filme.  * Clara Favilla é jornalista e escreve uma vez por semana sobre viagens