Calendário de Eventos

Flat View
By Year
Vista mensal
By Month
Weekly View
By Week
Daily View
Today
Search
Pesquisar

Vista semanal

Dezembro 04, 2017 - Dezembro 10, 2017
  < Semana Anterior Dezembro 04, 2017 - Dezembro 10, 2017 Semana Seguinte >
Dezembro 08
Dezembro 09
Dezembro 10
Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
  • Pais dizem temer alta de furtos em escolas públicas no período de férias em Ribeirão Preto

    Secretaria Municipal da Educação confirma 40 casos até novembro e GCM alega que reforçou patrulhamento. SSP também defende que rondas escolares foram reforçadas na cidade. O número de furtos e roubos em escolas municipais de Ribeirão Preto (SP) já se aproxima do total registrado no ano passado. Pais de alunos relatam medo e preocupação, destacando que as unidades ficam mais suscetíveis ainda durante as férias, quando estão fechadas. O alvo mais recente dos criminosos foi a Escola Municipal de Ensino Infantil (Emei) Ruy Escorel Ferreira Santos, no Jardim Heitor Rigon. Uma representante do colégio procurou a Polícia Civil na noite desta quarta-feira (12) para relatar o furto de um rádio e de cabos elétricos. Ainda segundo o boletim de ocorrência, os ladrões danificaram a concertina no muro e as câmeras de segurança, durante a invasão. Nenhum suspeito havia sido identificado ou preso até a manhã desta quinta-feira (13). O caso é investigado pelo 5º Distrito Policial. Dados da Secretaria Municipal da Educação apontam 40 furtos e dois roubos em escolas municipais ao longo de 2017. Este ano, até 30 de novembro, já haviam sido registrados 40 furtos. Algumas unidades foram invadidas mais de uma vez. O Centro de Educação Infantil Cloresdith Ferlin Ferreira, no bairro Adelino Simioni, que atende 160 crianças, registrou dois casos de furtos em um mês. Em setembro, ladrões levaram até aparelhos eletrônicos, materiais pedagógicos e de higiene. Suspeitos danificaram concertina para invadir o Centro de Educação Infantil Cloresdith Ferlin Ferreira Maurício Glauco/EPTV/Arquivo Escolas estaduais O problema também atinge escolas estaduais. Mãe de aluno na Escola Estadual Dona Sinhá Junqueira, a vendedora Nathália Silva Flores afirma que o local já foi furtado entre 10 e 15 vezes só este ano. Quase sempre, os ladrões levam fios de energia elétrica. “Infelizmente, a gente tem feito ações, tem uma festa junina que é bem tradicional na escola, a gente consegue arrecadar fundos para a escola, mas não está adiantando. A casa do caseiro, inclusive, foi furtada durante o dia. As crianças estavam na escola”, conta. Nathália diz que um dos 10 aparelhos de ar condicionado comprados com o dinheiro arrecadado em eventos beneficentes já foi furtado e os pais temem que os outros sejam levados durante as férias escolares, quando a escola ficará sem atividades. “Mesmo com as medidas de segurança, não conseguimos inibir os criminosos. Imagine com a escola vazia, sem a presença das crianças, dos pais. É triste e a gente está com medo. A gente procura a diretoria, eles fazem tudo o que pode ser feito, mas nada está inibindo”, reclama. Escola Estadual Dona Sinhá Junqueira em Ribeirão Preto Paulo Souza/EPTV A vendedora Saionara Maria Bastiane Silva conta que os netos estudam na E.E. Dona Sinhá Junqueira e afirma que a maior preocupação dela são os roubos durante o dia, quando as crianças estão na escola, como já ocorreu este ano. “Está sem solução, não existe verba para uma segurança maior para a escola. Agora, sem aulas, sem nada, é bem possível que eles entrem e peguem todas as coisas que a gente consegue durante o ano, com a festa junina, de doações”, diz. Uma vizinha do colégio, que prefere não ser identificada, também reclama da falta de segurança no bairro Vila Tibério. A mulher afirma que já foi baleada durante uma tentativa de assalto e, depois disso, evita sair de casa após às 18h. “Eles querem subir imposto, mas não dão segurança para as pessoas que moram aqui. O pessoal quer vender as casas e morar em prédio, em condomínio fechado. Falta segurança na nossa cidade, falta respeito com o cidadão, com o dinheiro que pagamos de imposto”, critica. Cercas danificadas facilitam o acesso de ladrões na Escola Estadual Domingos Spinelli Paulo Souza/EPTV/Arquivo Segurança Sobre os furtos na E.E. Dona Sinhá Junqueira, a assessoria da Secretaria Estadual da Educação informa que, nesses casos, a pasta repõe o material furtado. A Secretaria de Segurança Pública alega que reforçou as rondas no colégio e realiza patrulhamento preventivo no bairro. A Secretaria Municipal de Educação informa que está equipando as escolas com concertina, câmeras de segurança e alarme. Entretanto, não informou um prazo para que todas as unidades recebam melhorias. A Guarda Civil Municipal (GCM) defende que reforçou o patrulhamento na entrada e saída de alunos e que está realizado ações preventivas. Veja mais notícias da região em G1 Ribeirão Preto e Franca
  • PRF intensifica fiscalização nas rodovias federais durante festas de fim de ano

    Operação Rodovia será dividida em duas etapas e vai abranger comemorações de Natal, Ano Novo, Carnaval e férias escolares. Operação vai intensificar fiscalização nas rodovias federais do Tocantins Divulgação/PRF Começa nesta sexta-feira (14) a Operação Integrada Rodovida da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Durante este período haverá aumento na fiscalização nas rodovias e serão desenvolvidas ações de educação no trânsito. A operação será dividida em duas etapas e vai contemplar as comemorações de Natal, Ano Novo e Carnaval, além das férias escolares. A primeira etapa da operação começa nesta sexta-feira (14) e segue até 31 de janeiro. A segunda será de 22 de fevereiro a 9 de março. No ano passado, a operação ocorreu entre 22 de dezembro a 18 de fevereiro. Segundo a PRF, durante o período da operação, serão intensificadas as ações de fiscalização para coibir ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, consumo de álcool, atropelamento de pedestres e trânsito irregular de motocicletas. Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.
  • Câmara Municipal de Presidente Prudente gasta R$ 15,4 milhões em 2017 e 2018

    Durante os dois anos, Legislativo informou que economia chega a R$ 6,7 milhões, já que a prefeitura repassou R$ 22,1 milhões. Vereadores apresentam balanço das atividades no biênio 2017/2018 João Alberto Pedrini/G1 A Câmara Municipal de Presidente Prudente gastou R$ 15,4 milhões em 2017 e 2018. O valor foi utilizado para pagamento de toda a infraestrutura do Legislativo prudentino, manutenção do prédio, investimentos e com salários dos vereadores e servidores da casa. Nesta quinta-feira (13) pela manhã, a Câmara divulgou um balanço das atividades dos últimos anos. O presidente do Legislativo, Enio Perrone (PSD), fez questão, durante toda a entrevista e a exposição dos números, de ressaltar a economia proporcionada pela Câmara. Durante os dois anos, o Legislativo informou que a economia chegará a R$ 6,7 milhões, já que a Prefeitura de Presidente Prudente repassou R$ 22,1 milhões em 2017 e 2018. Repasses e gastos da Câmara A Câmara de Presidente Prudente é a mais econômica do Estado”, diz Enio, citando o levantamento feito pelo contador do Legislativo, em conjunto com o controlador interno, que analisou dados disponibilizados no site do Tribunal de Contas do Estado (TCE). A comparação, de acordo com o vereador, avaliou cidades que possuem entre 150 mil e 300 mil habitantes. Ele também citou os gastos com telefone, que até agosto chegaram a R$ 2.476 na Câmara. Em 2013, o Legislativo gastou R$ 46,6 mil em telefonia (valor mais alto desde 2012). “Telefone deve ser usado quando há interesse público”, justificou. Números Em 2017 e 2018 foram realizadas 78 sessões ordinárias e 87 extraordinárias. Foram dez audiências públicas no período. A Câmara informou também que foram feitas 4.172 indicações à prefeitura e protocolados 6.721 requerimentos solicitando serviços, obras, providências e melhorias ao município. Durante o biênio tramitaram na Casa 823 projetos de lei – o que inclui, também, alterações em legislações. Foram realizados, ainda, segundo a Câmara, 31.240 atendimentos à população nos gabinetes dos vereadores. Futuro O novo presidente da Câmara, Demerson Dias (PSB), diz que o Legislativo deve adotar uma postura de independência em relação ao Executivo nos próximos dois anos. “Se for necessário, vamos ter enfrentamentos, sim”, afirmou nesta quinta-feira.