Calendário de Eventos

Flat View
By Year
Vista mensal
By Month
Weekly View
By Week
Daily View
Today
Search
Pesquisar

Vista diária

Sexta-feira, Julho 20, 2018
  < Dia anterior Sexta-feira, Julho 20, 2018 Dia seguinte >
  • Sem eventos
Últimas notícias de economia, política, carros, emprego, educação, ciência, saúde, cultura do Brasil e do mundo. Vídeos dos telejornais da TV Globo e da GloboNews.
  • Homem suspeito de receptação de moto roubada é preso em Arapiraca, AL

    Operação foi realizada nesta terça-feira (17), e cumpriu mandado expedido pela Justiça. Homem suspeito de receptar moto roubada e integrar quadrilha é preso em Arapiraca, AL Divulgação/PC-AL Um homem suspeito de integrar uma quadrilha envolvida com roubo e clonagem de veículos foi preso nesta terça-feira (17) na Vila Canaã, em Arapiraca, Agreste de Alagoas. Duas motos, uma delas com queixa de roubo, foram apreendidas. O preso foi identificado como Adilson Laurindo. Com ele, foram encontradas uma Honda CB 300 de cor branca, e uma Honda Bros 150, de cor vermelha. Segundo a Delegacia de Homicídios, que realizou a operação que resultou na prisão de Laurindo, a moto CB 300 tinha queixa de roubo. A outra foi apreendida porque possuía sinais de clonagem, o que ainda não foi confirmado. O suspeito foi levado para a delegacia onde foi autuado por receptação. Como não pagou a fiança, ele permanece preso. A prisão cumpriu mandado expedido pelo juiz Jandir de Barros Carvalho, da 8ª Vara Criminal de Arapiraca, atendendo solicitação feita pelo delegado titular da Homicídios. Veja mais notícias da região no G1 Alagoas
  • Juiz de Fora tem saldo positivo na criação de empresas entre janeiro e maio de 2018

    Setor de serviços foi o que mais criou empreendimentos na cidade em 2018, segundo Junta Comercial. Juiz de Fora é a quarta cidade do estado que mais criou empresas nos cinco primeiros meses de 2018 Fernando Gonçalves/G1 Um levantamento feito pela Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) aponta que Juiz de Fora é a quarta cidade que mais abriu e fechou empresas em todo o estado em 2018. Os dados levam em consideração os cinco primeiros meses deste ano e o saldo é positivo em 235 novos negócios nas áreas de comércio, indústria e serviços. Ao todo, a cidade abriu 784 empresas, contra 645 no mesmo período de 2017, um índice 22% maior. Em contrapartida, o número das que fecharam as portas foi 11% maior, de 494 no ano passado contra 549 em 2018. Considerando o número de empresas abertas, a pesquisa coloca o município em quarto lugar no ranking do estado. Belo Horizonte foi novamente a cidade que mais abriu, com 5.546 novos empreendimentos, contra 3.657 falências. Nas posições seguintes do ranking ficaram Uberlândia, no Triângulo Mineiro, em segundo lugar e Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, em terceiro. Comércio perde empresas Em Juiz de Fora, segundo os dados divulgados pela Jucemg, o único setor prejudicado foi o de comércio, com o fechamento de 15 empresas. Foram criadas 272 novas, contra 287 extinções. Na cidade, o setor que mais se destacou foi o de serviços, com 232 novos empreendimentos. Foram 459 novas empresas, enquanto o segmento perdeu 227 negócios. Em segundo lugar ficou a indústria, com um saldo positivo de 18 empresas. Foram 53 novos negócios contra 35 fechamentos. Comparando os dados com o mesmo período do ano passado, o setor de comércio também registrou queda no primeiro semestre em 2017. Na época, foram oito negócios a menos na cidade. Hoje, o índice é 46,7% maior. Em 2018, o setor de serviços teve um desempenho melhor que no primeiro semestre de 2017, quando teve um saldo de 139 novas empresas criadas. De lá pra cá, houve aumento de 40%. A indústria teve um saldo de 20 novas empresas nos primeiros cinco meses do ano passado. Um índice 10% menor. Zona da Mata e Vertentes Levando em consideração os dados percentuais, o levantamento aponta ainda que a Zona da Mata foi a terceira região que mais abriu empresas, com um crescimento de 20% no número de empreendimentos. Em primeiro lugar aparece o Norte, com 35% e, em segundo, o Oeste, com 29%. Os dados apontam que só a Zona da Mata teve um desempenho mais expressivo que a própria região metropolitana, que registrou crescimento percentual de 19% na abertura de novos negócios. No Campo das Vertentes, o desempenho ficou bem abaixo do registrado nas outras regiões. Houve apenas crescimento de 4% no surgimento de empresas nos cinco primeiros meses deste ano, enquanto o número de fechamentos alcançou 8%. Em números, 572 empresas abriram as portas, enquanto no mesmo período do ano passado, foram 551. Já o número de falências foi de 473, enquanto de janeiro a maio de 2018, foram 439.
  • Fecomércio e Rede Amazônica firmam termo de cooperação para desligamento do sinal analógico em Roraima

    Com o acordo, servidores, estudantes e beneficiários da Fecomércio serão orientados sobre a mudança no sinal analógico. Presidente do Fecomércio Roraima assina termo que firma parceria com a Seja Digital e a Rede Amazônica Roraima Lucas Brendo/Fecomércio Roraima/Divulgação A Federação do Comércio do Estado de Roraima (Fecomércio-RR), Rede Amazônica e Seja Digital assainaram nesta terça-feira (17) um termo de parceria para orientar estudantes, servidores e beneficiários de programas sociais sobre o desligamento do sinal analógico em Roraima. A parceria vai alertar sobre a implantação do sinal digital, que acontecerá dia 14 de agosto em Boa Vista e Cantá. A partir dessa data, a programação dos canais abertos de televisão será transmitida apenas pelo sinal digital, com melhores qualidades de imagem e som. Tire suas dúvidas sobre as mudanças no sinal analógico "Com essa assinatura da cooperação nós vamos disponibilizar os espaços do Sesc, Senac, Instituto Fecomércio e da Federação do Comércio para que possam ser apresentados ao nosso público o sinal digital", explicou Ademir dos Santos, presidente do Fecomércio Roraima. Entre as ações que devem ocorrer em parceria com a Fecomércio estão palestras educativas para estudantes. Além disso, projetos como o Mesa Brasil, Programa de Comprometimento de Gratuidade (PCG) - Sesc e Senac, Grupo Social de Idosos, também serão alvos. Joel Gomes, diretor executivo da Rede Amazônica Roraima, reforça que o prazo para desligamento do sinal analógico está na reta final. "Faltam 28 dias para o fim do sinal analógico. A Fecomércio e as entidades parceiras têm papel importantíssimo para conseguirmos alcançar a porcentagem de 93% dos domicílios de Boa Vista e Cantá prontos para receber o sinal digital. Com apoio da Federação, chegaremos a esse objetivo", declarou Joel Gomes. A primeira ação voltada para o assunto será uma palestra educativa para estudantes na tarde desta quarta-feira no CineSesc, localizado no Sesc Mecejana. Pela noite, outra palestra será realizada no Auditório do Senac São Francisco, que vai trazer uma exposição sobre a evolução dos equipamentos eletrônicos. Além da programação, a Fecomércio também organiza um calendário repleto de atividades para o público alvo. Célia Sena, gerente regional da Seja Digital, relembra que essa é a terceira grande parceria para a implementação do processo de digitalização do sinal de tvlevisão em Roraima. As outras foram firmadas com a prefeitura de Boa Vista e Cantá. "O acordo amplia o número de pessoas que podemos alcançar e preparar Boa Vista para o desligamento do sinal analógico. Será priorizado o público alvo da Fecomércio. Tanto servidores quanto colaboradores, estudantes e a população atendida serão beneficiados", disse Célia Sena.